terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Choque cultural!


Hoje vou falar não só da vida no trailer....não só de Maia, mas indiretamente ( ou melhor, diretamente mesmo) é sobre os dois.  A primeira coisa que percebi ,quando vim morar aqui, é a falta de "pudor com o corpo" que eles tem. O primeiro choque foi com o hábito dos surfistas trocarem de roupa ali mesmo, no estacionamento, sem olhar se tem alguém olhando. É a coisa mais natural do mundo, e no meu mundo, virou natural ver bundas brancas ( e outras coisas também ,as vezes , sempre sem querer, lógico! hahaha).

Depois o segundo choque foi quando comecei a ir a piscina nadar e o banheiro é de estadio de futebol, todo mundo junto e misturado! Calma! Homens e mulheres separados, claro! Pera aí também,ne? rsrsrs Então foi ai que virou normal também no meu mundo, ver vovós tomando banho e me imaginar daqui a 40 anos do mesmo jeito! hahahaha

O terceiro choque foi quando coincidi com o horário das aulinhas de natação, então no meu mundo, virou normal, trocar de roupa diante de meninos de 3-7 anos que estavam ali com suas mães.

Sinceramente, tirando o fato dos meninos de 5 anos para cima , porque ai, eu te digo, dependendo do menino, ja tem um "conhecimento" e também o "desconhecimento" de talvez comentar algo engraçado que ele achar sobre seu corpo....ponham imaginação para funcionar ai (ha ha há)! As outras coisas não me chocaram tanto...e aos poucos fui me adaptando.

Ja aconteceram varias coisas engraçadas...uma vez em Ibiza( terra do nudismo!!) dormimos em uma praia, no dia que David me pediu em casamento, que era um paraíso! Aí, de manha cedo eu acordo e tem um senhor nu (mas com tênis!!!) fazendo flexões! Sim, sim, como vocês imaginam : pinto pendurado, toca no chão...sobe...toca no chão...sobe!!! hahahaha

Onde entra o trailer e Maia nessa historia? Pois bem, a vida de trailer é mais ou menos assim, você não anda com o trailer todo fechado, quando a noite cai sim, fechamos tudinho, mas durante o dia o trailer fica com as janelas "abertas" e todo mundo pode ver o seu dia a dia. Mas ninguém para, ninguém ta nem ai!  Não existe aquele curioso que dê três voltas no passeio só para olhar bem, de maneira discreta, para dentro!

E Maia? Pois Maia entra ai no meu dilema de criar uma filha de brasileira "quadradinha" em uma terra de espanhóis "redondos". Um exemplo é na praia, muitas crianças não usam biquini ou sunga. Passeiam tranquilamente pela praia e brincam muito naturais. É o natural, mas sei lá....nao é o meu natural! hahaha

Maaasss, como eu sempre digo...a mãe sou eu, sabe? E eu sei que pelo pai ela andaria peladona, mas também ele não se opõe a minha posição de querer ensinar desde pequena que ela tem uma parte do corpo especial e que tem se cuidar e tomar conta desde pequenina....

E vocês? Como fizeram essa educação? Desde tão cedo? Ou só quando eles despertaram a curiosidade sobre o tema? Me ajudem ai também! rsrsrsrs


Bjs! Acabou a folga!!


Hoy hablo no solo de nuestra vida en la auto ó de Maia, pero de una manera indirecta tiene que ver con los dos.  Os hablo del  choque cultural que tuve al llegar aqui. Lo primero que me hizo dar cuenta de que en España no había tanto pudor en relación al cuerpo fue cuando empiezé a acompañar a David en el surf y me fijé que todos se cambiaban allí en el parking sin se preocupar si había mas gente ó no. Y así, en mi vida, se fue volviendo normal ver culos blanco y otras cositas más! jajajaja

El según choque fue cuando empezé a ir la piscina y mi di cuenta que las duchas eran todas abiertas! Así que era la cosa mas natural del mundo ducharse con alguien a lado! Pues allí me puse yo, en la mayoría de las veces solo con señoras ya de 70 años....y claro, me imaginaba yo dentro de unos años....para que cuidamos tanto el cuerpo? Acaban igual de fatal ! jajajajaj


Y el tercer fue cuando coincido con las clases de los peques...asi que habian niños de hasta 7 años cambiandose a mi lado..este para mi fue el que más me molestó. Los niños son niños pero con 7 años ya puede haber una malicia sin querer y risas y cosas del tipo por algo que comenten de tu cuerpo ó de tus bragas...y haber, que quieres que te diga? No me siento confortable... es lo que hay!

Y cosas bastante raras y graciosas ya me pasaron por "culpa" de esta cultura...una vez en Ibiza , dormimos en una playa paraíso, y por la mañana temprano me despierto viendo a un tío en pelotas pero con sus tenis haciendo flexiones...si si..pollita al aire subiendo y bajando....por dios!

Y que tiene que ver la auto y Maia en este tema? Pues bien, com aqui cada uno es mucho mas a su rollo que en mi pais, aprendi a convivir con las ventanas abiertas! Me explico, en la auto, siempre tenemos las persianas abiertas y no ponemos cortinas, así que cocinamos, comemos y jugamos con Maia allí, pero aqui no hay los típicos curiosos que disimulan pasear trocentas veces por la auto para ver que se pasa allí dentro! La verdad es que me acostumbré y muy a gusto estoy!

Y Maia...bueno , ahi ya es mas delicado. Es simplesmente cosas de cultura y madre. Yo soy madre brasileña, de familia mas reservada y ahi tengo mis principios y mi base. Me cuesta mucho por ejemplo dejar a mi hija en pelota en la playa, no me parece lo mejor ni lo mas higiénico para ella.  Tampoco al cambiarla la tapo toda y que nadie la vea, pero simplesmente el echo de que esta por ahi en pelotas no me hace sentir confortable, yo creo que es la manera de hacerla entender que hay partes de nuestro cuerpo que se tienen que tener un cuidado y respecto especial. Y después de mayor, ella que haga lo que crea que es mejor! Bueno, es solo una opinión, una manera de ser y ver las cosas...cada uno como es y todos felices!! jejejeje

Se me acaba el tiempo!! Aburiño!!









4 comentários:

  1. Ha há há há há! Estou me acabando de ri!
    É muito diferente mesmo! E vamos Q vamos!��❤️��������

    ResponderExcluir
  2. Oi Nique , duas realidades bem diferentes. A nudez aí é realmente uma coisa muito natural, lembrei da praia em Portugal ( Báscula ) . A nudez no Brasil, é sensual, sexual, apelativa. Acho que você deve mostrar essas duas a Maia , sendo que no Brasil não é " normal " ficar pelado, embora as mulheres mostrem peito, bunda e por aí vai. Beijos Zoiza

    ResponderExcluir
  3. Acho que você está certíssima em cobrir e conscientizar Maia sobre as partes especiais.

    ResponderExcluir
  4. Penso que o corpo é um todo e que temos hábitos , costumes que vão impactar nas diferentes culturas ... é parecido como arrotar em casa ou em público ou em outro pais , sentidos e significados diferentes. Mas se tratando de educação e da sua pequena Maia, siga com muita sinceridade o seu coração e vá ensinando e descobrindo com ela diferentes formas de ver e viver no mundo, que nem a história dos índios , bichos ����

    ResponderExcluir